Recomende este artigo por email
Digite o endereço do e-mail:

Investimentos em data centers crescem 40% com a crise energética

Tamanho da fonte: A A A A

CIOs estão mais preocupados em investir em soluções mais modernas para reduzir os custos com energia (Foto: Divulgação)

Um levantamento da A2F, empresa de soluções críticas de TI, revela que a crise energética que o Brasil enfrenta está gerando novas discussões sobre a eficiência energética dos data centers.

Em data centers, os gastos com eletricidade e resfriamento podem representar até 44% do custo total da estrutura.

Como a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou aumentos que podem chegar a 39,5%, as empresas passam a se preocupar ainda mais em reduzir os gastos com energia elétrica.

No setor de TI o assunto já é alvo de constantes discussões, pois à medida que o segmento atinge maturidade, a otimização dos recursos e a preocupação em reduzir custos se tornam prioridades.

E nesse contexto, o consumo de energia é um importante indicador da eficiência do ciclo de vida de um hardware. Assim, cresce cada vez mais a demanda por equipamentos com selo e certificações que asseguram a sua eficiência energética.

Uma estratégia para reduzir os gastos dos data centers com energia elétrica é virtualizar o ambiente, o que tem proporcionado crescimento notável da adesão ao modelo de data center definido por software.

Outra ferramenta para gerar economia é investir em processadores de baixo consumo, que promovem  mais poder de computação por kilowatt. Algumas das características das novas soluções são serem mais compactas e modulares. Esses benefícios contribuem para a redução do espaço físico, o que consequentemente, diminuí o consumo de energia.

Outra importante medida para reduzir custos é avaliar as práticas da empresa e criar uma metodologia a ser seguida, assim como realizar uma auditoria energética.

Algumas dicas que a A2F dá são: bloquear aberturas para cabos para impedir saída de ar frio, desligar os servidores quando estão sem carga de trabalho e organizar o equipamento de TI de forma que inclua uma ala quente e outra ala fria.

(Da redação)


Recomende este artigo por email
Digite o endereço do e-mail:
Compartilhe
COMENTÁRIOS

Para comentar é preciso estar logado. Faça aqui o seu login.
Se você ainda não tem uma conta, clique aqui e cadastre-se!

Ainda não há comentários sobre este post.


© Copyright InterIT 2010 - Todos os direitos reservados


Grupo